IRS |Sobretaxa Extraordinária 2016

IRS |Sobretaxa Extraordinária 2016

Comments: 2

devolucao-sobretaxa-IRS-julho-final-540x347Em 2016 existe uma redução da sobretaxa extraordinária de IRS para grande parte das famílias portuguesas. Esta redução afeta o rendimento mensal de todos os trabalhadores dos setores público e privado. Até 2016 aplicava-se uma sobretaxa de 3,5% a quem auferia mais do que o salário mínimo.

Sobretaxa extraordinária em 2016

A nova tabela de referência por escalões só não traz reduções na sobretaxa para as famílias com um rendimento coletável superior a €80.000 por ano.

Escalões Rendimento Colectável (Euros) Sobretaxa

Até 7.000

0,00%
de mais de 7.000 até 20.000 1,00%
de mais de 20.000 até 40.000 1,75%
de mais de 40.000 até 80.000 3%
Superior a 80.000 3,5%

 Aplicação da sobretaxa

Esta sobretaxa extraordinária de IRS incide sobre os rendimentos obtidos por trabalhadores dependentes e pensionistas, residentes em Portugal.

Apesar de se manter em vigor, de acordo com o Orçamento do Estado para 2015, a sobretaxa cobrada durante este ano civil poderá vir a ser devolvida em 2016. Total ou parcialmente. Isto porque o documento define também um limite a partir do qual o excedente da receita de alguns impostos pode reverter a favor dos contribuintes (a receita conjunta de IRS e de IVA tem de ser superior a 27,5 mil milhões de euros).

Como Calcular

Para calcular a sobretaxa extraordinária que vai pagar deverá:

  • Retirar ao seu salário bruto as contribuições para o IRS e para a Segurança Social;
  • Ao valor a que chegar, deve retirar ainda um salário mínimo nacional (530,00 euros);
  • A sobretaxa (de 3,5%, por exemplo) é aplicada sobre o valor final depois destas contas (multiplicar por 0,035, se inserido neste escalão)

2 thoughts on “IRS |Sobretaxa Extraordinária 2016”

  • antónio rodrigues de assunção Julho 26, 2016Reply

    Sou pensionista e em 2016 a percentagem mensal que eu pago de Sobretaxa Extraordinária é 1% ( dois titulares. Pergunto: quando termina a cobrança dessa Sobretaxa: deixa já de ser cobrada em 1 de janeiro de 2017 ou ainda vou pagar eao longo de 2017? Obrigado

    • admin Agosto 30, 2016Reply

      Boa dia
      António

      Agradeço o seu contato.
      Para já e ao longo de 2016 irá continuar, mas com alterações especificas, cada caso é um caso, tendencialmente e é intenção do governo terminar com ela uma vez que ela é de cariz extraordinário.
      Vamos aguardar
      Um abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.